Sinpro Santos: Duas ameaças, uma resistência

Está muito clara a estratégia dos patrões. Aproveitando-se da crise política, econômica e verbalizando o discurso do mercado com a ladainha do rentismo, os donos de escolas procuram sufocar a voz dos professores e retirar direitos.

Com a mão direita avançam em nossas conquistas obtidas com muita luta, fruto da mobilização e organização dos professores. No Ensino Superior se não bastasse as demissões, as reestruturações curriculares com redução de carga horária, querem retirar o Plano de Saúde alegando custos diante da descarada lucratividade do segmento.

Nas escolas de educação básica, simplesmente a arrogância ampliada com as maldades impostos pela Deforma Trabalhista, resultaram numa pauta de destruição de direitos de décadas. Fim do recesso, parcelamento de férias, retirada da bolsa de estudos e da garantia semestral de salários é só uma parte da voracidade dos patrões.

Com a outra mão avançam na nossa organização dos professores e professoras representada pelo Sindicato dos Professores de Santos e Região, aplaudindo e incentivando seu asfixiamento financeiro oferecido pela transformação da Contribuição Sindical de obrigatória para facultativa, retirando o caráter de categoria (unida e forte) para uma situação de indivíduos (isolados e enfraquecidos).

O nosso sindicato responde com a mobilização de professoras e professores no sentido de ampliar e fortalecer a nossa entidade com a SINDICALIZAÇÃO em massa.

Nossa categoria já está gritando NÃO às ameaças contra as nossas Convenções Coletivas e ao nosso Sindicato, convidando colegas a se juntarem nesse processo de resistência e luta.

Junte-se a nós, sua opção é NÃO à reforma e às ameaças aos nossos direitos e SIM ao SINDICATO.

Vou me filiar e participar desta luta!

Do Sinpro Santos

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3  +  6  =  

Botão Voltar ao topo