Abstenção de 20,89% supera anterior: 32 milhões não votaram

Total, que mantém tendência de alta, já é o maior desde 1998

São Paulo – As abstenções neste primeiro turno eleitoral somaram 20,89% do total, acima de 2018 (20,33%), atingindo o maior índice desde 1998 (21,5%). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que divulgou balanço às 22h30 deste domingo (2), quase 32 milhões de pessoas não foram às urnas. Exatos 31.632.660, de um total de 156.454.011 eleitores no país. Em 2018, foram 29.941.171.

De 472.075 urnas de votação, 4.063 (0,76%) tiveram de ser substituídas. Cinco seções realizaram votação manual: duas no Amazonas e uma na Bahia, no Rio Grande do Sul e em São Paulo. O Distrito Federal foi a primeira unidade da federação a atingir 100% de apuração. Até perto de 21h, quatro estados (Alagoas, Amazonas, Piauí e Rio Grande do Norte) apresentavam filas.

Entre ontem e hoje, a Justiça Eleitoral recebeu 783 denúncias relativas à desinformação e disparos em massa. Foram recebidas ainda, só neste domingo, 5.238 denúncias de propaganda irregular. Desde 16 de agosto, fora 37.392.

Rede Brasil Atual

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

80  +    =  88

Botão Voltar ao topo