Luta pela regulamentação e remuneração do trabalho extraclasse deve ser nacional

931226_464014793688737_355822769_n[1]Transformar a luta pela regulamentação e remuneração do trabalho extraclasse e pela preservação do direito ao descanso dos professores do ensino privado em uma mobilização nacional. Esse foi um dos encaminhamentos que, segundo o coordenador da Secretaria-Geral da Contee, Cássio Bessa, será levado à diretoria da Confederação após o I Seminário Nacional Profissão Professor, realizado na última sexta-feira (24) em Porto Alegre, por iniciativa do Sinpro/RS, com apoio da Contee e da FeteeSul.

Os debates contaram com a participação da ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Delaíde Arantes, e de juízes, procuradores, advogados e professores, que discutiram este que um dos maiores problemas enfrentados pelos docentes da rede privada na atualidade: a ampliação imposta de suas funções e tarefas, com o estabelecimento de um novo conceito de jornada de trabalho para os professores, sem que haja, em contrapartida, acréscimos na remuneração nem sequer respeito ao direito ao descanso.

598442_392717677471443_883229891_n“Os conteúdos dos debates foram muito produtivos e tiveram uma boa participação não só de professores, mas também de operadores do direito”, afirmou o coordenador da Secretaria-Geral da Contee. “Foi feita uma série de sugestões que serão levadas à Contee, incluindo a interlocução com o TST”. Além de Cássio outros três diretores da Executiva da Confederação participaram do seminário: Adércia Bezerra Hostin, coordenadora da Secretaria de Assuntos Educacionais; José Ribamar Barroso, coordenador da Secretaria de Organização Sindical; e Luiz Gambim, coordenador da Secretaria da Saúde do Trabalhador. O presidente da Fepesp e do Diap, Celso Napolitano, também marcou presença, assim como diretores da FeteeSul.

A RBSTV repercutiu o seminário em reportagem sobre o trabalho extraclasse

Da redação, com informações do Sinpro/RS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9  +  1  =  

Botão Voltar ao topo