Sinproeste entra com ação contra Celer Faculdades

131
0
COMPARTILHE
Reprodução

A história se repete. Novamente o Sinproeste ingressou com ação coletiva contra a Celer Faculdades para que a universidade efetue o pagamento dos professores. Apesar de ter sido leiloada ainda no final do ano passado, os cursos de pós-graduação da Celer continuaram em funcionamento.

O proprietário da Celer solicitou ao Ministério Público do Trabalho a liberação do dinheiro bloqueado judicialmente para realizar o pagamento. O juiz intimou o Sinproeste para verificar a situação dos professores, que até então era desconhecida, inclusive a própria continuidade das atividades da universidade. O sindicato visitou a instituição, constando que realmente havia professores sem receber. Então o juiz liberou o valor na conta do Sinproeste para que o sindicato efetuasse o pagamento dos salários.

Desta forma, os professores que seguiram dando aulas e fazendo orientações dos cursos de pós-graduação no primeiro semestre receberam os salários por intermediação do sindicato.

Porém, o juiz comunicou que só liberaria o dinheiro novamente se o proprietário da universidade apresentasse um plano para pagamento dos professores e realizasse a prestação de contas. Não tendo feito, os professores que trabalharam no segundo semestre não receberam nem um mês!

Diante disso, foi realizada uma assembleia no final de novembro com o grupo e decidido coletivamente pelo ingresso com ação coletiva cobrando o pagamento dos salários. A assessoria jurídica do sindicato ingressou com a ação na primeira semana de dezembro. O juiz já interviu solicitando o bloqueio das contas do proprietário da Celer.

Mais uma vez o Sinproeste teve papel fundamental na garantia dos direitos dos professores. Agora vamos acompanhar o andamento da ação e assim que tivermos informações comunicaremos aos professores.

Do Sinproeste

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME