Sinproeste: Sindicato ganha ação e Unoesc de São Miguel do Oeste pagará gratificação de incentivo à docência

Essa semana os professores da Unoesc de São Miguel do Oeste receberão os valores devidos de gratificação de incentivo à docência. O direito dos professores será cumprido porque o Sinproeste ingressou com ação coletiva em defesa dos docentes ainda em 2017. Na semana passada o processo encerrou com ganho de causa para o sindicato.

Para a presidente do Sinproeste, professora Juleide Almeida Corrêa, é emocionante ver os professores serem reconhecidos após uma ação de quase quatro anos. “Isso demonstra a seriedade com que o sindicato representa a categoria, fazendo os enfrentamentos necessários para que os professores tenham seus direitos respeitados e garantidos”, destaca.

59 professores estão sendo beneficiados pela ação coletiva. Além de receber os valores devidos, como o processo ocorreu por ação coletiva via Sinproeste, nenhum dos professores teve custos com a ação, nem precisaram se expor em um ação individual.

O diretor do Sinproeste e delegado regional em São Miguel do Oeste, professor Izanir Zandoná, lembra a importância dos professores manterem-se unidos, “fortalecendo a força coletiva de nossas ações e na defesa de nossos direitos”, ressalta ele. “Quanto mais professores se aproximam do sindicato, participam das assembleias, reuniões, e se filiam, mais nos fortalecemos para manter e melhorar os direitos dos docentes. Por isso deixo o convite para que todos venham fortalecer nossa luta, associando-se ao Sinproeste”, finaliza.

Lembre o processo

Em 2016 a Unoesc de São Miguel do Oeste cortou arbitrariamente a gratificação de incentivo à docência dos professores. O sindicato procurou negociar. A primeira reunião ocorreu dia 21 de outubro de 2016 na sede da Unoesc em Joaçaba. Não havendo acordo, em 2017 a assessoria jurídica do Sinproeste, representada pelo advogado Erivelton Konfidera, ingressou com a ação coletiva.

Em 2019 a universidade voltou a fazer o pagamento da gratificação, mas a ação seguiu para que os professores recebessem o valor não pago durante o período de suspensão da gratificação. Na semana passada o processo foi encerrado com ganho de causa ao sindicato.

Do Sinproeste

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  25  =  35

Botão Voltar ao topo