Centrais fazem protesto em frente ao Banco Central nesta terça (1°), em São Paulo

Neste 1º de agosto, às 10h, centrais sindicais e movimentos sociais estarão reunidos em frente ao Banco Central na Avenida Paulista, em São Paulo, para protestar contra os juros altos. O ato ocorre no mesmo dia em que o Comitê de Política Monetária (Copom), realizará sua reunião para definir a taxa básica de juros. Os manifestantes buscam chamar a atenção para os impactos dos juros elevados na economia brasileira e reivindicar a adoção de medidas que possam contribuir para o cenário econômico do país.

Impacto dos Juros Altos

Juros elevados encarecem o crédito, tornando os empréstimos mais caros tanto para empresas quanto para indivíduos. Isso pode levar a um ciclo de menor consumo, investimento e produção, afetando negativamente a atividade econômica e a geração de empregos.

Para os movimentos sociais e sindicatos envolvidos na organização do protesto, o momento é crucial para pressionar por mudanças na condução da política monetária. Eles alegam que é possível adotar medidas alternativas para conter a inflação, sem prejudicar ainda mais a economia e a população.

Reunião do Copom

No mesmo dia do protesto, o Copom se reunirá para definir a nova taxa básica de juros. Atualmente, a Selic se encontra em um patamar elevado, e as expectativas giram em torno de uma possível redução para estimular a economia. A decisão do Copom é aguardada com grande expectativa pelos manifestantes e pela sociedade em geral.

Da CTB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2  +    =  3

Botão Voltar ao topo