Ministro da Educação diz que crianças de 9 anos não leem, mas “sabem colocar camisinha”

“Respeito a orientação de todos, mas a gente não tem o direito de violar a inocência de uma criança”, disse Milton Ribeiro, que também é pastor da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração

O ministro da Educação de Jair Bolsonaro, Milton Ribeiro, pastor da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração, declarou que crianças de 9 anos de idade, no Brasil, não conseguem ler, mas sabem colocar preservativos. A colocação descabida foi feita durante aula magna, na Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

“Crianças com 9, 10 anos não sabem ler, sabem tudo, com todo respeito às senhoras aqui presentes, sabem até colocar uma camisinha, mas não sabe que ‘b’ mais ‘a’ é ‘ba’, está na hora de dar um basta nisso”, disse o ministro-pastor.

Ribeiro acrescentou: “Onde já se viu começar a discutir esses assuntos com crianças de 6 a 10 anos. Respeito a orientação de todos, mas a gente não tem o direito de violar a inocência de uma criança trazendo questões como ‘se você quiser ser homem é homem, se quiser ser mulher é mulher’”, continuou.

Homofobia

Não é a primeira vez que o pastor faz declarações absurdas desse tipo. Logo que assumiu o ministério, em entrevista, ele atribuiu o “caminho do homossexualismo” a “famílias desajustadas”.

“É claro que é importante mostrar que há tolerância, mas normalizar isso, e achar que está tudo certo, é uma questão de opinião. Acho que o adolescente que muitas vezes opta por andar no caminho do homossexualismo (sic) têm um contexto familiar muito próximo, basta fazer uma pesquisa. São famílias desajustadas, algumas. Falta atenção do pai, falta atenção da mãe. Vejo menino de 12, 13 anos optando por ser gay, nunca esteve com uma mulher de fato, com um homem de fato e caminhar por aí. São questões de valores e princípios”, afirmou.

Revista Fórum

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  72  =  75

Botão Voltar ao topo