Nova diretoria do Sinpro Macaé e Região inicia processo de transição

Encontro serviu para avaliar as ações realizadas pela atual gestão nos últimos três anos

O Sindicato dos Professores de Macaé e Região (Sinpro Macaé e
Região) deu início na segunda-feira, dia 19, ao processo de
transição entre a atual gestão e a nova diretoria (2018-2021). O
encontro aconteceu na sede do Sindicato e teve como objetivo avaliar as ações desenvolvidas pela entidade nos últimos três anos e traçar as novas metas para 2019, com base no programa apresentado pela chapa “Resistir, Lutar e Avançar”, durante as eleições sindicais.

As ações do movimento sindical para enfrentar a atual conjuntura de retirada de direitos e ameaça do futuro governo, que toma posse no dia 1º de janeiro, estiveram entre os temas retratados. De acordo com os participantes, a previsão é de que haja aceleração rumo à retirada de direitos e precarização dos direitos, com implementação de medidas já iniciadas no governo Temer.

De acordo com a presidenta eleita, Guilhermina Rocha, a gestão irá focar seus esforços para o cumprimento de todos os pontos apresentados no documento que ainda não tenham sido realizados ou que necessitem ser aprimorados. “Desenvolveremos todos os eixos apresentados em nosso programa de campanha. A intenção é sempre levar melhorias sociais e econômicas para a nossa categoria que precisa ser sempre valorizada.

Promoveremos ações que englobem os professores e também àqueles parceiros afins que podem colaborar para esta luta e na formação de nossa categoria”.

Guilhermina informou que o Sinpro Macaé e Região vem se empenhando na organização do seminários pedagógicos, encontros e rodas de conversas de formação com temas relevantes para garantir avanços na educação: trabalho e formação dos/das trabalhadores/as da educação, avaliação, acesso e permanência, gênero, sexualidade, orientação sexual e questões étnico-raciais.

AÇÕES APROVADAS – Durante o encontro, ficou definido o Calendário das Atividades internas 2018 com assembleias e reuniões para o fechamento dos acordos. No dia 5 de dezembro, acontecerá a Assembleia Geral Ordinária Previsão Orçamentária 2019, na sede do Sindicato.

Já em janeiro, ocorre o Seminário de Planejamento de Ações, com a prioridade da luta pelos direitos dos professores e a manutenção daqueles conquistados. Para fevereiro ficou acertado o início da visitação das escolas.

Já está aprovado a produção de um manifesto para os 16 dias de
ativismo relacionado ao Dia Internacional da Luta Contra a Violência Contra às Mulheres, pela defesa da educação pelos direitos Humanos, a continuidade das ações contra a Lei da Mordaça e os direitos dos professores.

A nova diretoria do Sinpro Macaé e Região foi eleita durante as eleições realizadas nos dias 6 e 7 de novembro.

Da Assessoria de Comunicação do Sinpro Macaé e Região

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  27  =  34

Botão Voltar ao topo