Sinpro-BA: Divulgação da CCT 2022-2024 da educação básica

ATENÇÃO, PROFESSORAS E PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DA BAHIA,

O SINPRO-BA divulga o texto da Convenção Coletiva de Trabalho 2022-2024, assinada em negociação com o SINEPE-BA, para conhecimento da categoria.

A ordem das cláusulas poderá ser alterada pelo sistema mediador do Ministério do Trabalho, mas o texto não se altera.

Conheçam, portanto, seus direitos estabelecidos em CCT.

Observem que há avanços nas seguintes cláusulas:

5ª – 2ª Chamada e Recuperação/Reorientação

7ª – Coordenação Pedagógica

15ª – Janela

As cláusulas 3ª e 4ª tratam de reajuste salarial (para o piso e geral).

O Recesso Escolar seguirá sendo objeto de debate entre as partes, pois o objetivo do SINPRO-BA é ampliar o recesso.

Baixem a CCT 2022-2024, CLICANDO AQUI, e divulguem para os/as colegas.

Apesar de não termos conseguido avançar no Piso Salarial (luta que estamos travando desde sempre, cujo tema já foi objeto de diversas propostas de qualificação feitas pelo SINPRO-BA, todas negadas pelo Patronal, o que indica que no debate sobre a próxima CCT, em 2024, a categoria precisará se mobilizar firmemente para que a pressão sobre os donos de escola seja forte o suficiente para conseguirmos virar este jogo, do contrário, as chances de mudança são mínimas), foi possível garantir o reajuste para 2022 e adiantar a garantia para 2023, já que o último reajuste aplicado foi em 2019, antes da pandemia.

Da mesma forma, o SINPRO-BA conseguiu importantes avanços nos textos das cláusulas 5ª, 7ª e 15ª, no sentido de deixar ainda mais claros os direitos da categoria, já que muitos patrões (em muitas escolas) vinham criando interpretações esdrúxulas, que não representavam o sentido destas cláusulas, causando prejuízos às professoras e aos professores.

Em tempos de crises, em que temos assistido a perda de direitos ou mesmo a negativa patronal em estabelecer Acordos e Convenções, mesmo distante do ideal e do merecimento da nossa categoria, a nova CCT deve ser exaltada como uma vitória do SINPRO-BA e da categoria.

Temos muito por que lutar ainda. Muitas coisas para buscarmos melhorar na CCT e na relação com o patronal. É preciso, porém, compreender que a negociação é uma disputa de forças e que o estabelecimento dos direitos numa CCT não ocorre por mera expressão de desejo do SINPRO-BA, pois enquanto nós queremos e lutamos por algo (os interesses e a melhoria das condições de salário e trabalho de professoras e professores), o patronal luta para garantir seus interesses. Somente a união dos trabalhadores em torno do seu sindicato e a disposição para a mobilização, a luta e o enfrentamento poderão garantir vitórias maiores.

SEGUIREMOS NA LUTA E PRECISAMOS CONTAR COM VOCÊS!

SINDICALIZEM-SE E FORTALEÇAM A LUTA SINDICAL!

DIRETORIA COLEGIADA

SINPRO-BA

Do Sinpro-BA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  58  =  63

Botão Voltar ao topo