Contee repudia citação nazista de secretário da Cultura de Bolsonaro

296
0
COMPARTILHE

A Contee manifesta sua condenação aos pronunciamentos do secretário da Cultura do Governo Bolsonaro, Roberto Alvim, baseados no ideal nazista.

Alvim plagiou o ministro da Propaganda da Alemanha Nazista em palavras e atos: reproduziu, como suas, palavras do criminoso alemão Joseph Goebbels e, em seguida, como seu mentor, culpou os democratas e a esquerda que o denunciaram: “É típico dessa corja”, vituperou, nas redes sociais.

O plágio é evidente. Disse Goebbels: “A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”. Balbuciou seu discípulo brasileiro: “A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada”. O pronunciamento tinha como fundo musical trechos da ópera “Lohengrin”, de Richard Wagner, que Hitler admirava, salientando assim sua inspiração nazista.

Desmascarado, Alvim respondeu aos críticos que “o trecho fala de uma arte heroica e profundamente vinculada às aspirações do povo brasileiro. Não há nada de errado com a frase”.

Anteriormente, ele já havia chamado de “sórdida” a atriz Fernanda Montenegro, uma das mais respeitadas artistas brasileiras, e dito que não chamaria a classe artística pra dialogar: “Não. Absolutamente não. Trata-se de uma guerra irrevogável”.

É inadmissível que um gestor público de uma pasta de relevância nacional tenha como referência e divulgue um dos mentores do nazismo e seu projeto de controlar, supervisionar e censurar as artes e as manifestações democráticas, numa “guerra irrevogável”. O movimento popular e as instituições democráticas devem expressar seu repúdio ao avanço do autoritarismo no país e a Contee soma sua voz à denúncia de mais este atentado à inteligência e aos valores civilizatórios emanado por um integrante do Governo Bolsonaro.

Brasília, 17 de janeiro de 2014

Diretoria Executiva da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME