Diretora da Contee participa de Encontro Iberoamericano de Educação

Margot Andras, que também integra Colegiado de Diversidade da CEA, falará sobre educação híbrida e avanço da EaD no Brasil

A coordenadora da Secretaria de Defesa das Diversidades, Direitos Humanos e Respeito às Etnias e Combate ao Racismo da Contee, Margot Andras, vai representar a entidade nesta semana, nos dias 5 e 6 de outubro, do Encontro Iberoamericano de Educação, promovido pela Confederação de Educadores Americanos (CEA), que será na Argentina. Em entrevista, Margot, que também faz parte da diretoria da CEA, no Colegiado de Diversidade, ressaltou a importância do evento.

“A mesa de que irei participar fala da educação híbrida e minha fala será sobre o avanço da EaD [educação a distância]. Estou há algumas semanas coletando dados com a ajuda do Dieese [Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos] para apresentar e discutir a realidade brasileira, onde o avanço das instituições mercantilistas tem sucateado a formação presencial e precarização das relações de trabalho dos professores.”

O foco de Margot no evento é que a denúncia e a análise das outras realidades possam fortalecer e criar caminhos para o enfrentamento da desregulação desse setor.  Perguntada sobre o objetivo do encontro, a coordenadora resumiu: “O evento vem no objetivo de discutir a realidade do ensino na América Latina e, a partir das realidades, buscar saídas e fortalecer os movimentos que lutam por uma educação de qualidade e emancipadora”.

É importante lembrar que, na América Latina, desafios no sistema educacional persistem, como acesso desigual e qualidade variada. O Encontro Iberoamericano de Educação é crucial, proporcionando colaboração regional para enfrentar essas questões, promover melhores práticas e fortalecer laços educacionais entre os países. A ideia é de que, juntas, as nações possam moldar um futuro mais equitativo e educacionalmente robusto para a região.

A coordenadora enfatizou a importância desse diálogo internacional e o papel da Contee em um evento como esse. “Quando nos damos conta de que a realidade é comum em alguns aspectos, pensar em conjunto ajuda. E, quando alguns países avançam, dão ideias e maneiras para conseguirmos fazer o enfrentamento, sem precisar repetir erros”, destacou Margot.

“A Contee é a representante dessa luta no nosso país, é ela que tem força e representação para construir as metas e limites da regulação do ensino privado e nela se concentram as representações com um vasto acúmulo de conhecimento e vivências para fazer a discussão e realizar mudanças.”

Vitoria Carvalho, sob supervisão de Táscia Souza

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

36  +    =  41

Botão Voltar ao topo