Sinpro Minas: Colégio Santa Dorotéia descumpre medidas de prevenção à Covid-19

pedido do Sinpro Minas, a vigilância sanitária de Belo Horizonte fiscalizou o Colégio Santa Dorotéia, na região Centro-Sul da capital, e encontrou irregularidades no cumprimento de medidas do protocolo sanitário.

De acordo com o órgão, no momento da inspeção foi constatado o descumprimento de normas de prevenção à Covid-19, entre elas a ausência de distanciamento de 1 metro entre os estudantes e suas carteiras em sala de aula.

Em função das irregularidades, o Colégio foi advertido a realizar as adequações necessárias, e uma nova fiscalização ocorrerá para verificar o cumprimento das exigências feitas.

“Essa tem sido uma realidade frequente, infelizmente. As escolas anunciam que estão tomando as medidas necessárias, mas, na prática, várias denúncias são feitas por professores e pais, preocupados com o descumprimento das normas previstas nos protocolos. São denúncias de salas lotadas, de casos da doença sem o devido afastamento das turmas ou das pessoas que tiveram contato, de pressão para que não reclamem ou denunciem, entre outras”, afirma a diretora do Sinpro Minas Telma Patrícia Santos.

De acordo com a diretora, toda denúncia de descumprimento dos protocolos sanitários enviada ao sindicato é repassada às vigilâncias sanitárias dos municípios, com um pedido de fiscalização. No momento, o sindicato aguarda o retorno das outras denúncias encaminhadas.

“Como cada município tem elaborado seus protocolos, é importante que as denúncias sejam feitas, para que todas as medidas de segurança sejam cumpridas. São normas que garantem a saúde não só dos docentes, mas de toda a comunidade escolar. Da nossa parte, iremos continuar a luta para garantir direitos, melhores condições de vida e trabalho da categoria e preservar a saúde mental e física dos professores”, destaca a diretora.

Em junho, o Sinpro Minas lançou um canal de denúncias sobre Covid-19 nas escolas. As denúncias podem ser feitas por professores, pais, alunos ou outros membros da comunidade escolar, e de forma anônima (clique aqui para acessá-lo).

Do Sinpro Minas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

40  +    =  43

Botão Voltar ao topo