Sinprovales: Sindicato pede apoio da Câmara em campanha salarial de professores do ensino superior

Presidente do Sinprovales, professor Gentil Gonçales Filho, reuniu-se dia 19 com o presidente da Câmara Pepo Lepinsk

O presidente do Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Privados de Ensino nos Municípios de Indaiatuba, Salto e Itu — Sinprovales, Gentil Gonçales Filho, reuniu-se dia 19 com o presidente da Câmara Municipal, Pepo Lepinsk.

Na pauta do encontro, a recomposição salarial de 10,57% reivindicada pela entidade e, até o momento, não atendida pelo Sindicato Patronal das Mantenedoras das Instituições de Ensino Superior (IESs).

Pepo Lepinsk manifestou-se favorável à reivindicação dos professores e, de imediato, protocolou moção de apoio a ser lida na próxima sessão. Após apreciada pelo plenário – adiantou o presidente –, a moção será encaminhada à entidade patronal recomendando a retomada das negociações – atualmente suspensas com a contraproposta de reajuste de 6% (4% retroativos a março e 2% em janeiro de 2023, com abono de 30% sobre o salário de outubro de 2022).

O professor Gentil Gonçales informou que os docentes do Sistema S (Sesi e Senai) e da educação básica da rede privada de Indaiatuba, Salto e Itu já obtiveram, em negociações representados pelo Sinprovales, o reajuste no valor exato das perdas salariais causadas pela alta inflação do ano. “Agora só falta as instituições do Ensino Superior se sensibilizarem para as atuais condições de trabalho de seu corpo docente, que de tão duras, estão desmotivando excelentes professores a continuarem ensinando nas universidades da região”.

Em Salto

Além da apresentação da moção de apoio, Pepo Lepinsk entrou em contato com o presidente da Câmara de Salto, vereador Cícero Granjeiro Landim, para pedir apoio aos professores. Landim respondeu que apoia a reivindicação e que concederá o tempo necessário para que o Sinprovales exponha a situação do professorado aos demais vereadores.

Da Câmara Municipal de Indaiatuba

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3  +    =  9

Botão Voltar ao topo