Contee participa de audiência do CNE e cobra política de formação de professores também para o setor privado

O coordenador da Secretaria de Juventude da Contee, Rodrigo de Paula, representou a Confederação hoje (9) em audiência pública realizada pelas duas câmaras do Conselho Nacional de Educação (CNE) para discutir uma proposta de resolução para nortear a política de formação de professores no Brasil. O diretor apresentou as críticas da Contee à minuta da resolução, uma vez que esta, em momento algum, faz menção à formação dos professores e trabalhadores do setor privado.

IMG-20150309-WA0034

“A minuta só trata, basicamente, da rede pública. Por isso, apresentei a posição da Contee de que a educação tem que ser tratada como sistema”, afirmou Rodrigo. Isso significa que as regras válidas para a rede pública precisam valer também para o setor privado, incluindo a questão da formação. Segundo o coordenador da Secretaria de Juventude, o relator do projeto, conselheiro Luiz Dourado, colocou-se à disposição para atender a pauta da Confederação, que deve enviar nesta semana sua contribuição por escrito.

Da redação

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  79  =  84

Botão Voltar ao topo