Sinproep-DF: Sindicato presta solidariedade à professora agredida dentro da escola em Águas Claras

No dia 20 de outubro, a diretora Sara Franco viveu momentos de tensão ao ser agredida em seu local de trabalho, na escola OBJETIVO de Águas Claras em Brasília, Distrito Federal.

Há seis anos trabalhando no colégio, a diretora foi surpreendida após ser covardemente agredida pelo “noivo” da mãe da aluna. Essa aluna já vem sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar e, até esse dia, a mãe era a responsável pela criança.

Tudo começou quando, no dia 19, o “noivo da mãe foi buscar documentação da filha, porém, por não ter a guarda da menina, a escola não entregou os documentos. O “noivo”, revoltado, proferiu palavras de baixo calão contra a orientadora.

No dia seguinte, ele voltou ao colégio com a intenção de levar a aluna com ele. Sem a liberação por parte da diretora, ele invadiu o colégio passando por cima da diretora, que foi agredida com um tapa no braço e um empurrão. Professores no local contiveram o “noivo” da mãe, até a chegada da polícia, que o levou para a delegacia.

O tio das crianças acabou ficando com a guarda provisória da criança e o Conselho Tutelar segue acompanhando tudo.

O Sinproep-DF repudia esse tipo de ação por parte desse senhor e presta solidariedade à diretora Sara Franco. As agressões contra mulheres não serão toleradas! Denuncie ao sindicato e à polícia.

Do Sinproep-DF

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  61  =  69

Botão Voltar ao topo