Fepesp: Maridos, companheiros, união estável, homoafetiva: todos no Plano de Saúde

Reivindicação é antiga, já foi discutida na Justiça. Mas insistimos – e agora prevalecemos!

Uma antiga e insistente reivindicação dos sindicatos integrantes da Fepesp foi aceita pela nova direção do Sesi/Senai/SP nesta campanha salarial 2022 de professoras, professores e técnicos de ensino da instituição.

No acordo coletivo de trabalho de 2022 serão aceitos como dependentes os companheiros ou companheiros dos trabalhadores nas diversas formas de relacionamento: serão aceitos como dependentes os cônjuges dos profissionais, como os maridos das professoras (como já eram as esposas de professores ou técnicos de ensino), bem como companheiros e companheiras em união estável ou em relação homoafetiva.

“Esta proposta representa uma compreensão avançada da instituição quanto à forma de relacionamento conjugal de seus educadores”, diz Celso Napolitano, da Fepesp, coordenador da comissão de negociação dos sindicatos. “Esse acordo oferece tranquilidade às famílias, qualquer que seja a sua configuração. Valeu nossa insistência, valeu a compreensão da instituição”.

As professoras e professores serão consultados neste mês pelo Sesi/Senai sobre o interesse em incluir seus cônjuges no plano.

O reconhecimento de companheiros e companheiras no plano de saúde de professores e técnicos do Sesi/Senai é causa antiga, que chegou a ser discutida judicialmente, mas não encontrava respaldo na direção do Sesi/Senai. “A nova direção da Fiesp, presidida agora pelo empresário Josué Gomes, iniciou sua gestão demonstrando apreço pela diversidade e respeito aos educadores e educadoras”, diz Napolitano.

Da Fepesp

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

49  +    =  55

Botão Voltar ao topo