Sinpro Minas: Educação de luto

1º de agosto de 2022. A Educação anoiteceu chorando. As lágrimas escorrem pelo coração, sem controle: Inês Assunção de Castro Teixeira nos deixa, depois de um longo período de luta pela vida.

Quem é Inês Teixeira? Mulher, educadora, professora, escritora, lutadora, solidária, amiga, sindicalista, sincera, humana.

Difícil encontrar uma palavra que a defina, pois todas se tornam pequenas diante da grandeza dessa mulher que nos deixa.

Mineira de Oliveira, vem para Belo Horizonte, atua no movimento estudantil e de mulheres, luta contra a ditadura dos anos sessenta e em oitenta, pela anistia, contra a fome e a miséria dos brasileiros e brasileiras.

Em 1979, já professora da PUC Minas, faz parte do movimento de retomada do Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro Minas), do setor privado, e integra a primeira diretoria. Inês Teixeira foi a primeira mulher presidenta do Sinpro Minas, entre 1983 e 1986.

Anos mais tarde, torna-se professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde continuou a dedicar-se à valorização docente e a uma educação libertadora, inclusiva, de qualidade, gratuita, para todos e todas e socialmente referenciada.

Quem não se lembra da leveza, garra, coragem e firmeza de Inês em nossas lutas? Fica hoje um vazio na categoria, mas tenho certeza de que essa luta permanecerá em todas e todos nós por um Brasil democrático, soberano, com valorização da educação e do povo brasileiro.

Tomamos emprestado este trecho, do poema “Valioso tempo dos maduros”, de Mário de Andrade, para homenagear a nossa Inês Teixeira:

“Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.

Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana: que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, quero caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.

O essencial faz a vida valer a pena.

E para mim, basta o essencial!”

VÁ EM PAZ, INÊS.

Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais

Do Sinpro Minas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

54  +    =  64

Botão Voltar ao topo