Contee manifesta indignação pelo assassinato de trabalhadores sem terra no Pará

577
0
SHARE

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee manifesta sua indignação diante do assassinato de dez trabalhadores sem terra nesta quarta-feira, 24 de maio, na fazenda Santa Lúcia, localizada no município de Pau D’Arco, distante cerca de 50 km de Redenção, no sudeste do Pará. A chacina ocorreu após suposto confronto, durante cumprimento de 14 mandados de prisão, busca e apreensão por agentes da Polícia Militar e da Polícia Civil.

No mesmo dia em que o governo ilegítimo de Michel temer colocou as Forças Armadas para reprimir manifestantes em Brasília, a gravidade do acontecido no Pará, governado por Simão Janete (PSDB), é mais um triste exemplo do estado de exceção no país. Além disso, num estado onde os conflitos agrários já provocaram várias mortes, como o Massacre de Eldorado dos Carajás, em 17 de abril de 1996, quando 19 trabalhadores sem-terras foram mortos em confronto com a polícia, é também uma consequência nefasta dos descaso com a questão fundiária no país, agravado, pelo governo Temer, com a tentativa de colocação de terras destinadas à reforma agrária na mira do agronegócio.

A Contee manifesta sua solidariedade à família das vítimas e a todos os trabalhadores rurais sem terra e cobra apuração do crime e punição para os assassinos.

Brasília, 24 de maio de 2017.

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here