Diretoria Plena da Contee se reúne em São Paulo e reafirma compromisso com projeto de desenvolvimento para o país

A Diretoria Plena da Contee realizou hoje (11), durante toda a tarde e início da noite, uma ampla discussão sobre a atual conjuntura política brasileira, reafirmando sua posição de que, diante da complexidade do momento atual pelo qual passa o Brasil, é necessário manter a defesa de um projeto de nação com desenvolvimento econômico, democrático e social com valorização do trabalho, emprego, geração de renda e a defesa dos direitos da classe trabalhadora, com a participação da sociedade no controle as diversas esferas econômicas e sociais.
Diversos diretores apresentaram suas análises sobre a temática proposta, avaliando pontos como o recrudescimento das forças conservadoras (num ano em que acabaram de se completar os 50 anos do golpe militar), as crises político-econômicas no mundo, a articulação das agendas de reivindicações da classe trabalhadora junto aos poderes Executivo e Legislativo, as peculiaridades do ano eleitoral com a realização da Copa no Mundo no Brasil, os avanços conquistados nos últimos anos, mas também, por outro lado, as questões nevrálgicas que não foram sanadas tanto no que diz respeito aos direitos dos trabalhadores quanto no que toca à educação.
Após um amplo debate, a Plena deliberou por assegurar a intransigente  defesa do projeto de desenvolvimento do país e dos avanços conquistados nos últimos dez anos, conforme já discutido e aprovado nos diversos fóruns, dentre eles o Conatee. Um calendário de ações e documentos com tais manifestações será executado para dar viabilidade aos debates realizados.
Cursos tecnológicos
Após o debate sobre conjuntura, a diretora Maria das Graças de Oliveira, doutora em Ciências da Informação, apresentou um estudo conduzido por ela para o Conselho Nacional de Educação (CNE) acerca do crescimento dos cursos tecnológicos de ensino superior. O levantamento aponta que de fato tem havido um avanço do ensino tecnológico, representando um novo “filão” de mercado explorado pelas instituições de ensino superior privadas, com uma perda muito grande dos bacharelados (que tiveram um crescimento pequeno nos últimos tempos) e, sobretudo, das licenciaturas, cujo crescimento foi negativo.
A Plena volta a se reunir amanhã, a partir de 9h.
Da redação

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  77  =  79

Botão Voltar ao topo