Expectativa da visita de Lula à China cresce e comitiva se amplia para 39 parlamentares

São congressistas de partidos que vão do PT, MDB, PSDB, PCdoB e PP ao Podemos. Viagem tem sido considerada por aliados como oportunidade de o petista tentar aumentar a base de apoio. Agenda é de negócios, mas também é política

Na viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à China, na próxima semana, não vai ser apenas com aliados no Congresso. Inclui também parlamentares do Centrão e de outros partidos que o governo deseja contar para se fortalecer no Legislativo.

O Palácio do Planalto também convidou parlamentares de partidos não afinados com o governo de Lula. Na lista preparada com lupa, que foi enviada ao Congresso, aparecem congressistas de partidos como PP, PSDB e Podemos.

Além do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foram incluídos os deputados federais Fausto Pinato (PP-SP), que é presidente da Frente Parlamentar Brasil-China e também da Frente do Brics, e Eduardo da Fonte (PP-PE).

As frentes são grupos que reúnem grande número de deputados e senadores para aprimoramento do fluxo comercial e da harmonia entre Brasil e a China ou entre Brasil e países do Brics. Ambas foram relançadas na última quarta-feira (15), em evento no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

ALIADOS E INDEPENDENTES

A relação de convidados também inclui os deputados federal Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP), Alex Manente (Cidadania-SP), Fábio Macedo (Podemos-MA) e Fred Costa (Patriota-MG).

O total de deputados por partidos é o seguinte: PT (4), PP (3) MDB (2), PCdoB (2), PSD (2), Avante (1), Cidadania (1), Patriota (1), PDT (1), Podemos (1), PSDB (1) e Rede (1).

A viagem tem sido considerada por aliados do governo como oportunidade de o presidente tentar aumentar a base governista, considerada ainda insuficiente por líderes partidários para enfrentar votações importante no Congresso.

O ofício enviado à Câmara dos Deputados também ressalta que as despesas da viagem internacional “deverão ser custeadas pelos respectivos órgãos de origem”.

A expectativa é de que a viagem seja também oportunidade para que os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) conversem e cheguem a acordo sobre a tramitação das medidas provisórias no Congresso.

EMPRESÁRIOS

O Ministério das Relações Exteriores informou que Lula deve levar 240 empresários na viagem. Segundo o Itamaraty, a viagem dos executivos não é custeada pelo governo brasileiro.

A China é o principal parceiro comercial do Brasil desde 2009. Na viagem, a primeira de Lula ao hemisfério oriental, o governo vai buscar reforçar os laços com Pequim, diversificando os produtos que exporta para o país. O Brasil quer vender mais itens industrializados e não se concentrar apenas em commodities, como soja e minério de ferro.

Segundo o embaixador Eduardo Saboia, secretário de Ásia e Pacífico, na pauta estão também colaboração em tecnologia e combate à fome. “Um dos temas dessa visita é a questão do desenvolvimento, que envolve também o desenvolvimento tecnológico, mudança do clima. Essas ideias estarão presentes nas conversas e nos acordos que estão sendo negociados”, disse o secretário.

A viagem ocorre entre os dias 26 e 31 de março.

Segundo a agenda, dia 28, Lula tem encontro com autoridades chinesas e o presidente Xi Jinping. No dia seguinte, a comitiva participa de seminário empresarial. Saboia disse ainda que existem 20 acordos prontos para a assinatura entre Brasil e China que abrangem áreas como agricultura, ciência e tecnologia.

Um desses é referente ao primeiro satélite sino-brasileiro para monitoramento da superfície da Terra, com foco em florestas.

Veja a lista de parlamentares convidados:

Senadores (parte deles)

Rodrigo Pacheco (PSD-MG) – presidente do Senado

Renan Calheiros (MDB-AL) – presidente da Comissão Relações Exteriores

Jaques Wagner (PT-BA) – líder do governo no Senado

Jussara Lima (PSD-PI)

Eliziane Gama (PSD-MA)

Randolfe Rodrigues (Rede-AP) – líder do governo no Congresso

Vanderlan Cardoso (PSD-GO) – presidente da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos)

Deputados

Arthur Lira (PP-AL) – presidente da Câmara dos Deputados

Fausto Pinato (PP-SP) – presidente da Frente Parlamentar Brasil-China

Carlos Zarattini (PT-SP) – vice da Frente Parlamentar Brasil-China

Vander Loubet (PT-MS) – vice da Frente Parlamentar Brasil-China

Luiz Fernando Faria (PSD-MG) – vice da Frente Parlamentar Brasil-China

Gutemberg Reis (MDB-RJ) – vice da Frente Parlamentar Brasil-China

Zeca Dirceu (PT-PR) – líder do PT na Câmara

Daniel Almeida (PCdoB-BA) – vice-líder do governo no Congresso

Eduardo da Fonte (PP-PE)

Júlio César (PSD-PI)

Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP)

Isnaldo Bulhões Jr. (AL) – líder do MDB

José Guimarães (PT-CE) – líder do governo na Câmara

Alex Manente (SP) – líder do Cidadania

André Figueiredo (CE) – Líder do PDT

Fábio Macedo (MA) – líder do Podemos

Fred Costa (MG) – Líder do Patriota

Jandira Feghali (RJ) – líder do PCdoB

Luís Tibé (MG) – líder do Avante

Túlio Gadêlha (PE) – representante da Rede

Hora do Povo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7  +  1  =  

Botão Voltar ao topo