Comissões permanentes podem ser instaladas nesta semana; União deve presidir CCJ

Nesta semana, a Câmara dos Deputados deve instalar as mesas diretoras das comissões permanentes da Casa. Isso, depois de 2 meses do início do ano legislativo, segundo o presidente da Câmara

Arthur Lira (PP-AL) informou que a maioria das comissões permanece com os mesmos partidos, com exceção de alguns colegiados que estão em negociação pelos partidos.

Lira disse que só depende disso para publicar a portaria determinando a instalação dos colegiados temáticos. “Se já se confirmar [acordo] ainda hoje, soltamos a portaria para que sejam instaladas as comissões, os deputados indicados e os presidentes escolhidos”, declarou.

O União Brasil, que é a fusão do PSL e DEM, vai ficar com a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e com a CMO (Comissão Mista de Orçamento), as mais importantes da Casa.

Orçamento

A CMO será delegada ao deputado Celso Sabino (PA), recém filiado ao partido. A CCJ, a mais disputada da Casa, ainda não está definida. A disputa está entre Juscelino Filho (MA) e Artur Maia (BA). “Estou deixando eles decidirem entre eles. Se não resolver vamos levar pra bancada”, afirmou o líder do partido, Elmar Nascimento (BA).

Os deputados Kim Kataguiri (SP) e Delegado Pablo (AM) irão presidir uma das seguintes comissões: Legislação Participativa ou Educação. A Comissão de Minas e Energia deve ser destinada ao deputado Fábio Schiochet (SC).

Minoria

Os partidos que compõem a Minoria — PT, PSB, PDT e PCdoB —, irão comandar nesta sessão legislativa 7 comissões permanentes:

PT: Cultura (CCult), Amazônia (Cindra) e Legislação Participativa (CLP);

PSB: Ciência e Tecnologia (CCTCI) e Idoso (Cidoso);

PDT: Trabalho (Ctasp); e

PCdoB: Direitos Humanos (CDH).

Diap

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  67  =  73

Botão Voltar ao topo