CUT repudia invasão do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santarém

Em nota, Executiva Nacional da Central exige a pronta apuração dos fatos e a responsabilização dos envolvidos e se solidariza com os companheiros do sindicato

A Central Única dos Trabalhadores ( CUT) manifesta seu apoio e solidariedade aos companheiros e companheiras do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém (STTR), no Pará, cuja sede foi invadida por madeireiros da região da Resex Tapajós Arapiuns nesta segunda-feira, 3 de abril de 2021.

Este episódio acontece num contexto de escalada de ataques a sindicatos, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e defensores de direitos humanos que vem sendo incentivada pelo governo de Jair Bolsonaro desde a sua posse.

A CUT atua para promover a liberdade de organização e da ação sindical em defesa dos direitos dos trabalhadores, urbanos e rurais, e da democracia.

Neste sentido, repudiamos e denunciamos as arbitrariedades e ataques de Bolsonaro e seus apoiadores às liberdades e instituições democráticas, assim como a reiterada negligência e cumplicidade do seu governo com crimes ambientais praticados na Amazônia.

Exigimos a pronta apuração dos fatos e a responsabilização dos envolvidos. Reafirmamos a nossa solidariedade com os companheiros e companheiras do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém e o reconhecimento do seu importante papel na defesa dos direitos das comunidades e populações tradicionais que vivem na região e dela tiram seu sustento.

Executiva Nacional da CUT

CUT

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  57  =  65

Botão Voltar ao topo