Sinpro Campinas e Região: Professores da Educação Básica têm direitos garantidos e reajuste com aumento real

68
0
COMPARTILHE

Na quarta-feira, dia 19, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) julgou o processo de Dissídio Coletivo dos Professores da Educação Básica.

A Convenção Coletiva de Trabalho foi assegurada por dois anos, com reajuste retroativo de 3,90 % para março de 2019, data-base da categoria. No ano de 2020, o reajuste será dado pela média dos índices inflacionários (INPC, ICV e IPC) com aumento real de 1,5%.

O tribunal também garantiu adicional para correção de provas, hora tecnológica e manutenção de todas as já cláusulas existentes. Todos os professores terão estabilidade de 90 dias a partir da assinatura do acordo.

Quanto à Participação dos Lucros e Resultados (PLR), será criada uma comissão para definir os critérios da sua concessão nos termos da legislação.

O Sindicato está aguardando a publicação da certidão de julgamento para divulgar mais detalhes à categoria.

É importante enfatizar que a Campanha Salarial dos Professores foi à dissídio devido à intransigência dos representantes dos donos de escola em negociar com os sindicatos da categoria e insistência em retirar direitos históricos, como recesso de 30 dias.

Professor, professora, fique atento aos informes de seu sindicato e acompanhe o desenrolar da Campanha Salarial. Para entrar para nossa lista de transmissão pelo whatsapp basta entrar salvar o número (19) 9968-3453 e enviar uma mensagem dizendo que quer receber as notícias do Sinpro.

Do Sinpro Campinas e Região

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME