Lideranças feministas com Lula: na pauta, o protagonismo e as políticas para mulheres na reconstrução do País

Houve várias manifestações que trataram da esperança de País melhor, mais justo e igualitário. Foi realizado no contexto do mês da mulher

Margot Andras*

Ocorreu, nesta quinta-feira (10), de forma híbrida, a reunião de Mulheres com Lula para Reconstruir o Brasil. O evento foi transmitido pelas redes socias e organizado pela Secretaria Nacional de Mulheres do PT.

O encontro teve o objetivo de consolidar o protagonismo das mulheres e das políticas asmesmas, na reconstrução do País e do processo democrático brasileiro no pós-golpe de 2016.

Durante a reunião, as lideranças, que representaram os movimentos sociais, sindicais, parlamentares e chefes de governos, dialogaram de forma aberta sobre as pautas que afligem as mulheres trabalhadoras, desde o combate à violência, até políticas de geração de emprego e renda, proteção social e segurança alimentar.

Nesse sentido, houve várias manifestações que trataram da esperança de País melhor, mais justo e igualitário. Pedidos de olhares para todas as mulheres e entrega de documento, com reivindicações, sobretudo no quesito educação.

Nós da Contee estávamos junto demostrando apoio e nos colocamos à disposição para a eleição de Lula presidente em 2022.

Nunca um homem precisou tanto de vocês

Durante a fala do ex-presidente Lula, ele reforçou o papel das mulheres na construção das políticas públicas que fizeram o Brasil subir de patamar civilizatório durante o governo dele. E, também, do governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

E que agora, com Bolsonaro, e Michel Temer, está sendo tudo destruído. Desse modo, ele destacou o papel das mulheres na vida política do País, com ênfase para o Parlamento brasileiro.

Lula enfatizou, ainda, a necessidade de ampliar a participação das mulheres no Congresso para a reconstrução do Brasil, uma vez que essas são maioria no País.

Assista a reunião na íntegra:

(*)Margot Andras é Coordenadora da Secretaria de Defesa das Diversidades, Direitos Humanos e Respeito às Etnias e Combate ao Racismo, com Luana Gomes (Contraf)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4  +  3  =  

Botão Voltar ao topo